Top

Turismo de Mira

Turismo de Mira: O que representa?

Mira é um concelho do distrito de Coimbra na região costeira central que combina em si o ar do campo e do tradicional com a beleza da praia. Para muitos, cerca de 13000 mirenses, Mira é uma vila com festa, praia, tradição, cultura, inovação e empreendedorismo.

Esta região da Gândara guarda em si vários anos de tradição: nas suas festas santas, nas feiras locais, no rancho folclórico, nas marchas, na arte xávega, nos moinhos de água, na gastronomia típica e nos seus percursos pedestres.

Apesar de se ter vindo a desenvolver, cerca de 62.8% das atividades em Mira estão ligadas ao setor terciário. Mira ainda é um concelho que vive muito do turismo, especialmente o turismo balnear, através do alojamento local, da restauração e principalmente da sua zona costeira.

Para o mirense, o turismo representa o seu ganha pão, o renascer de um concelho que no Inverno fica quase desértico e também, o dar a conhecer a outras “gentes” o que este pequeno paraíso tem para oferecer.

O turismo em Mira para o visitante, representa o escape momentâneo para a calmaria, para o sol da praia, para os passeios pelos moinhos construídos em adobe ou madeira e pelos passeios na Pista Ciclo pedonal ao longo de 30 km de extensão.

Os alojamentos turísticos em Mira variam entre o turismo rural, balnear, cultural e de habitação. Desde a casa de férias junto à praia, à casa de campo, ao agroturismo, ao campismo, ao caravanismo, ao alojamento local e hotéis, este concelho é capaz de acolher qualquer pessoa.

Relativamente ao património cultural, a história de Mira engloba a lenda de S.Tomé, os Caretos da Lagoa, a Casa Gandaresa, os Palheiros da Praia de Mira e o artesanato em madeira, vime, latoaria e palha. Todo este património pode ser visto no Museu do Território da Gândara, nos Palheiros e longo do concelho de Mira.

As praias de Mira e Poço da Cruz são banhadas pelo oceano Atlântico e são premiadas com a Bandeira Azul desde 1987 e 2006, respetivamente. Com uma atrativa e calma zona balnear e areal, Mira recebeu em 2019 o projeto “Surf No Crowd” que convida todos os surfistas a visitarem as praias da nossa zona Centro para surfar sem multidões.

Como se isto tudo não chegasse, a região ainda tem um património ambiental com cerca de 402 espécies florísticas e 257 espécies de fauna próprias. Estas espécies podem ser encontradas ao longo da orla costeira, da floresta, dos campos agrícolas, dos cursos de água e das lagoas de água doce.

Para que depois de todo este passeio não haja fome, Mira oferece uma variedade de iguarias locais ligadas à história, à lavoura e à pesca, como a Sardinha Assada, a Sopa Gandaresa, os Rojões, Enguias, Favas à Gandaresa, Grelos de Nabo, Broa de Milho e os Filhós de Abóbora, que farão parte da Região Europeia da Gastronomia de Coimbra em 2021.

Convidamos então a este ano tirar umas férias em território nacional na nossa região porque Mira é história e tradição.  

Comentar