Top
Image Alt

Praia de Mira

Freguesia da Praia de Mira

3147

Habitantes

39,82

km² de Área

Padroeira Nossa Senhora da Conceição

Ordenação Heráldica do Brasão

Armas – Escudo de azul, crescente e duas gaivotas voantes, bicadas e armadas de ouro, a da dextra volvida, tudo de prata e dispostas em roquete; campanha diminuta ondada de prata e azul de três tiras, navegando nela um barco de ouro. Coroa mural de prata de quatro torres. Listel branco, com a legenda a negro: “ PRAIA DE MIRA “.

História

A Praia de Mira é um pequeno território repleto de história e cheio de tradição, com localização privilegiada junto ao oceano Atlântico. Essa é a razão pela qual a sua população sempre teve uma forte ligação com o mar e as referências mais antigas indicam que os seus habitantes eram “quase todos pescadores” ou viviam de atividade relacionadas com as pescas.

Hoje em dia, ainda é possível assistir a uma tradição secular denominada arte xávega, uma técnica artesanal de pesca de arrasto que se pratica em Portugal desde meados do século XVII. Na verdade, não existem muitas localidades no país para desfrutar deste espetáculo único, onde as poucas embarcações tradicionais que resistem ao tempo se lançam ao mar com as suas redes de cerco e um dos cabos fica em terra para assim estender a rede de arrasto.
Antigamente a rede era puxada com recurso à força braçal das pessoas no areal e ainda por várias juntas de bois, sendo que agora é feita através de meios mecânicos. Há ainda quem diga que este processo por arrasto “é pescar ao cerco e alar para terra”.
Estas embarcações tradicionais são reconhecidas pela sua forma peculiar em “meia lua”.

 

Pesca artesanal com bois, pastel de óleo, Henrique Matos, 1995.

Cada barco era lançado à água e retirado de lá por duas juntas que puxavam cabos presos às argolas da proa ou da ré do barco, este deslizava sobre rolos de pinho colocados no sentido da largura que por sua vez, rolavam sobre uma dezena de vigas compridas e flexíveis, de eucalipto, dispostas longitudinalmente. A rede era puxada por dez juntas de bois. Quando o barco saía, ficava logo um cabo preso na praia, o outro era trazido pelo barco, no regresso.

 

Algumas das embarcações que poderá ver são: Sr. dos Aflitos, S. José, Alexandre Vieira, Lago do Mar e Estrela do Mar.

 

Além desta tradição única, na Praia de Mira ainda é possível ver igualmente vestígios dos antigos palheiros, casas construídas totalmente em madeira e assente em estacaria, método de construção para fazer face a eventuais movimentos de areia ou mesmo água ao longo do tempo. Estas eram as habitações típicas dos pescadores e local de arrumação dos utensílios da faina da pesca, estas caracterizaram a localidade até meados dos anos 60, na altura denominada Palheiros de Mira.

 

Em meados dos anos 50 existiam mais de 600 construções em madeira. A maior originalidade deste aglomerado de pescadores/agricultores era exactamente a sua arquitectura de madeira que, sem ser exclusiva nesta região completamente desprovida de pedra e com abundância de pinhais, adquiriu aqui a sua expressão mais pura, as casas chegavam a atingir dois e mesmo três andares, possuindo dimensões não encontradas noutras praias e formavam a quase totalidade da povoação até ao final dos anos 60, a própria capela, junto da praia e ainda existente, é de madeira, pintada de azul e branco e é um dos principais símbolos desta povoação.

 

O Museu Etnográfico da Praia de Mira foi construído de raiz em representação dos antigos palheiros, sendo um local de visita obrigatória onde se preservam as “estórias” e tradições da nossa região, numa homenagem aos homens do mar e dedicado a toda a população da Praia e à sua comunidade piscatória. Lá poderá encontrar a recriação de muitos dos instrumentos utilizados no passado bem como pode conhecer mais sobre o seu dia a dia.

Junto à marginal encontra-se um promenade com uma vista excepcional para a praia e o mar, onde as milhares de pessoas que nos visitam todos os anos podem desfrutar de um pôr-do-sol único, especialmente na altura do verão. Somos um destino de eleição pela reconhecida qualidade balnear, com um extenso areal e dunas de beleza ímpar, sendo a única praia do mundo a ser premiada com a Bandeira Azul há mais de 30 anos consecutivos, desde a criação deste galardão em 1987.

Pode também optar por explorar as nossas lagoas e matas nacionais, locais ricos de beleza natural e dignos de um filme.

Património

Capela da Praia de Mira

Homenagem ao Povo da Praia de Mira (André Alves)

Igreja Nova da Praia de Mira

Palheiros de Mira | Museu | Posto de Turismo

Contactos

Junta de Freguesia da Praia de Mira

+351 231 472 796

jfreguesia-pm@hotmail.com | jfreguesia.praiamira@gmail.com

Rua das Pontes | 3070-341 Praia de Mira