Top
Image Alt

Seixo

Freguesia do Seixo de Mira

1234

Habitantes

15,70

km² de Área

Padroeira Nossa Senhora do Carmo

História

Seixo, também conhecido como Seixo de Mira, é a freguesia que aparece pela primeira vez mencionada em 1619, nas inquirições relativas ao concelho de Mira. Composto por poucos fogos, Manuel Figueiras é indicado como sendo o primeiro morador do lugar. Devido a migrações (sazonais), rapidamente foi crescendo em casas e população. Houve um tempo em que a população era tanta como a pobreza, logo o que era produzido localmente não chegava para alimentar o povo.

Os terrenos agrícolas da localidade eram de características pobres, pelo que a utilização do moliço para fertilização dos solos foi essencial e decisiva para o crescimento do território. Durante décadas, o sustento de muitas famílias advinha precisamente da apanha do moliço, o que demarcou profundamente as suas gentes.

Na localidade do Seixo são realizadas representações teatrais há mais de 130 anos, . Esta grande manifestação cultural centenária leva a crer que os antigos seixenses eram dotados para as artes em palco.

Sabe-se da existência de Grupos de Teatro no Seixo pelo menos desde 1887, tendo começado por ser representado nas estrumeiras, pátios e celeiros das casas gandarezas, uma tipologia de casa agrícola da região das Gândaras, onde está inserido o concelho de Mira. Mais tarde é construída a casa da Juventude, e em 1980 o Teatro passa a fazer parte integrante da Associação Cultural e Recreativa do Seixo em conjunto com o Folclore – Rancho Flores Vivas do Seixo. Mantendo as tradições e a dinâmica, estas representações teatrais são realizadas pelo menos uma vez por ano, geralmente pela altura do Natal, Ano Novo e Dia de Reis. Contemplando inúmeras áreas, como a comédia, drama, recitais de poesia, monólogos ou até operetas, é assim uma grande manifestação cultural da localidade, com mais de 130 anos de história.

A população seixense é demarcadamente católica. Em 1919 deu-se a criação da Freguesia Eclesiástica, onde a sua capela construída em 1865 foi elevada a igreja pelo então bispo de Coimbra, Dom Manuel Luís Coelho da Silva. Foi demolida mais tarde, em novembro de 1964. A Igreja Matriz do Seixo ou Igreja de Nossa Senhora do Carmo foi inicialmente idealizada na década de 40 e é finalmente “benzida solenemente em 23 de Setembro de 1956, pelas dezassete horas, com grande solenidade e festejos da população”.

Património

Igreja de Nossa Senhora do Carmo

Fonte da Barroca, Fonte de Cima, Fonte da Meneza

Parque de Merendas e Lazer denominado de S. João

Casa Gandaresa

Monumento à Mãe Gandaresa

Contactos

Junta de Freguesia do Seixo

+351 231 452 436

jfseixo@seixo.net

Rua Cónego Zagalo n. 524 | 3070-524 Seixo

www.seixo.net